COPA 2014: A CONTA COMEÇOU A APARECER!

A COPEL, companhia pública de energia elétrica do Paraná foi convocada pela raia miúda da política local para assinar com o clube proprietário do estádio indicado para a Copa 2014, um contrato de "naming rights", disponibilizando os quase R$ 100 milhões que faltam para que apresentem-se as garantias à FIFA e se façam as obras necessárias.

Para amenizar o impacto na opinião pública, a companhia também pretende patrocinar os 3 clubes da capital, provavelmente nas mangas das camisas e em placas nos estádios. Uma esmola para agradar os torcedores dos dois outros clubes de Curitiba e quem sabe, calar-lhes a boca contra o despautério de uma empresa monopolista entrar em um negócio sem necessidade, pois não têm concorrência interna, sua publicidade sempre foi institucional e educativa.

Não é nada certo ainda, porque ainda existe pressão popular para que não se coloque dinheiro público no estádio privado que sediará a Copa e porque não se sabe como o negócio seria feito de modo a ser aprovado no Tribunal de Contas do estado.

Mesmo assim, os políticos paranaenses envolvidos com a Copa queimam as pestanas para arranjar uma solução que, mesmo ilegal, só venha a apresentar problemas depois de 2014, quando "Inês" estará morta!

Pois bem, hoje a COPEL anunciou um aumento de (pasme!) 15,1% nas tarifas de energia elétrica pagas por todos os paranaenses, para supostamente capitalizar a empresa.

Ou seja, começou a aparecer a conta da Copa 2014!