COISAS QUE O BRASIL DEVERIA LEMBRAR DURANTE O CARNAVAL

Apesar da Rede Globo e suas congêneres pregarem a total alienação, vendendo a idéia de que o mundo todo está olhando o carnaval brasileiro e se lixando para o resto, a coisa na prática não é bem assim.
Seria aconselhável que entre um dia de folia e outro, ou entre um porre e outro por aqueles indivíduos que acham que se divertir é encher a cara, que as pessoas se lembrassem de algumas coisas importantes, tais como:
1. Seria bom verificar o que os senhores políticos aprontam durante o carnaval. Por exemplo, tramita em regime de urgência na pocilga congressual brasileira, um projeto de lei que pretende oficializar mais de 7 mil cartorários que ganharam suas escrivanias por hereditariedade, ou seja, sem concurso público! Um acinte, uma grosseira violação à Constituição Federal.
2. Estima-se que os gastos excessivos dos governos brasileiros cedo ou tarde impliquem em nova crise de dívida pública, que vai gerar contingenciamento orçamentário e provável disparada de juros com recessão e aumento de impostos.
3. E falando em despesas, estamos na metade de fevereiro de 2010, e ainda não foi aplicado um prego em obras para a Copa de 2014, que a cada dia tem aumentada a expectativa de ser patrocinada exclusivamente pelo governo brasileiro e provavelmente, superfaturada!
4. Se chover demais durante as festividades de Momo, arrisca o folião não ter casa para onde voltar, vez que, no Brasil, as autoridades não fazem polícia edilicia e não impedem o adensamento urbano em áreas de risco ou fora dos padrões construtivos oficiais.
5. Saiba também, caro folião, que se você se acidentar durante as festas e precisar de um plano de saúde que venha a negar algum serviço ao arrepio da Lei, nenhum juiz (nem os de plantão) se dignará a analisar o seu caso, por mais urgente que ele seja, antes da próxima quinta-feira dia 18, isso se você tiver sorte.
6. Apesar do sucesso da Lei Seca, que diminuiu as autuações por embriaguês ao volante em mais de 50%, o Brasil ainda é campeão mundial disparado e acidentes e mortes no trânsito, mais de 70% delas ainda causadas por motoristas embriagados, sendo maior parcela das vítimas concentradas nos dias de carnaval.
7. A crise econômica mundial não acabou. Pelo contrário, na semana que se passou, indícios fortes de repique de seus efeitos foram encontrados ao redor do globo.
Portanto, divirta-se, mas não esqueça que existem coisas mais importantes que os interesses comerciais das TV(s) com suas "modelos e atrizes".