E AINDA QUEREM A CPMF?

A Receita Federal do Brasil divulgou ontem o resultado da arrecadação tributária de 2007, que foi de R$ 602,79 bilhões, que corresponde a um acrescimo, no ano, de R$ 79,43 bilhões.

Descontando a inflação, o acréscimo real de receita em 2007 foi de R$ 61,37 bilhões, ou uma CPMF e meia, crescendo 11,09%, o dobro do crescimento do PIB, que foi de 5,2%.

E ainda tem deputado desonesto, de baixo clero, querendo recriar a CPMF na marra, mesmo quando o próprio governo admite que o aumento de arrecadação seria suficiente para compensar a extinção da contribuição. É a tal coisa, se o governo não criasse tantos ministérios e contratasse tanta gente inútil em cargos de comissão, até sobraria dinheiro para a saúde.

Mas deixar de apadrinhar puxas-sacos de políticos, nem pensar!