EXIJO ORDEM E PROGRESSO



A Veridiana, do ótimo blog 30 & Alguns, convocou esta blogagem para pedir que se cumpra o dístico da bandeira nacional, um lema que deveria ser seguido por todos, especialmente nossos governantes, e cuja inspiração é a frase positivista de Augusto Comte: "O Amor por princípio, a Ordem por base e o Progresso por fim", cuja sugestão ao pavilhão consta que foi de Benjamin Constant. Portanto, o lema, bem interpretado, significa algo claro: SEM ORDEM, NÃO HÁ PROGRESSO!

E a ORDEM, em um país, passa pela responsabilidade conjunta de políticos e cidadãos. Não basta apontar para a classe política e identificá-la como corrupta e descompromissada. Se ela é assim mesmo (e é), cabe ao povo iniciar sua mudança indignando-se com seus desmandos, começando pelo hábito simples de pensar, coisa que parece em extinção por aqui, onde as massas não lêem jornais e revistas e as maiores audiências da internet são deferidas às fotos peladas das imbecis do Big Brother Brasil. A ordem, nesse caso, decorre do debate democrático, da crítica sobre os atos errados dos políticos, da admoestação. Não há ordem sem cidadania!

ORDEM, em um país, significa a aplicação do império da Lei. Ou seja, nada de jeitinho para passar em concurso público, para não pagar multa de trânsito ou sonegar impostos. Nada de anistia para político que descumpre fidelidade partidária ou para quem deixa de votar nas eleições. Nada de manobra congressual para apressar votação de projeto de interesse de quem quer que seja. Nada de tolerar invasões de terrenos públicos ou privados, ou em várzeas de rios ou em qualquer lugar, sob a desculpa de que as pessoas não têm para onde ir. Nada de passar a mão na cabeça de marginais dando-lhes habeas-corpus fundados em sua situação social privilegiada em detrimento da sociedade honesta. Nada de retardar investigações criminais porque os envolvidos são políticos. Nada de apadrinhar incompetentes em cargos públicos. Nada de achar que o Estado só serve para financiar interesses pessoais. Nada de pessoas que não respeitam o direito do próximo ao silêncio e à limpeza, o que significa, não tocar som em volume alto onde não é permitido, não pixar, não jogar lixo em qualquer lugar, não jogar fogões, pneus, cadáveres e automóveis velhos no Rio Tietê (por exemplo) para se livrar do problema causando prejuízo a terceiros. Não há ordem sem leis que atinjam a todos indistintamente.

ORDEM, em um país, significa autoridade. Governantes não podem ceder a pressões de grupos políticos. Governantes não agem fora dos limites estritos da Lei. Governantes aplicam a lei doa a quem doer e, quando escrevo governantes, incluo Executivo, Legislativo e Judiciário. Aqui entre nós, confunde-se autoridade com autoritarismo. Quer-se que um governante não tolere manifestações violentas de ruas, mas reclama-se se acontecem mortes e ferimentos entre aqueles mesmos que apelaram para a violência e foram contidos pelo Estado. Não há ordem sem um Estado presente e fiscalizador da aplicação da Lei. Não há ordem se o Estado abre mão do ato de força contra os que tentam subvertê-la!

Em suma: ORDEM, em um país, necessita da consciência global de todos de que os direitos das pessoas são limitados, de que liberdade não é o mesmo que libertinagem e que autoridade não significa autoritarismo. Ordem é ESTADO DE DIREITO, a consciência que cada pessoa deve ter de que é detentora de um arcabouço de direitos com a mesma importância social que o seu arcabouço de obrigações.

E PROGRESSO efetivamente não existe sem ordem. Se não há cumprimento das leis e das regras de convivência social, de nada adiantam índices econômicos favoráveis ou a construção de portos, estradas e infra-estrutura. Se não há admiração por quem cumpre a lei e se sujeita a ela, não há progresso, senão de uns poucos. O progresso de um país depende da ordem existente entre seus cidadãos. Se esta não existe, o progresso só aproveita a alguns poucos.

--------------------------------------------------------------------------------
Leia também Prédica e História.
Post novo (e porreta!) da maninha em Leitora de Blog.