Pular para o conteúdo principal

UM PERIGO QUE VEM DO SUL

Desde que foi reeleito por margem de pouco mais de 10 mil votos, o governador do Paraná, Roberto Requião, aproveita toda e qualquer oportunidade para atacar os órgãos de imprensa, denegrir adversários políticos e arranjar outros, à guisa de difamar quem não concorda exatamente com tudo o que ele pensa, além de vingar-se do que ele entende que foi uma campanha orquestrada pela imprensa durante as eleições, para tirá-lo do Palácio Iguaçú.

Para o leitor ter uma idéia, o dono dos jornais Tribuna e Estado do Paraná, Paulo Pimentel, foi candidato a senador na chapa do governador em 2002. Eleito Requião, Pimentel foi nomeado presidente da COPEL, um dos cargos públicos mais cobiçados e importantes no estado.

Em meados de 2006, Paulo Pimentel retirou-se da COPEL após um extraordinário trabalho de recuperação da empresa (que fez dela uma das maiores do mundo em sua área) e poucos dias depois, seus jornais que sempre estiveram sobre o muro, noticiaram fatos corriqueiros da administração estadual, mas que, por várias razões, feriram o ego do governador, que passou a tratar Pimentel como (mais) um inimigo a ser bombardeado sem dó nem piedade.

Não bastasse a briga anterior que o governador já tinha com o maior grupo de comunicação do estado, a RPC, ele passou então a atirar contra o GPP, de Pimentel, que é o segundo lugar no ranking das comunicações paranaenses e, em contrário do que acontece no resto do país, muito próximo em faturamento e "share" publicitário da associada das organizações Globo.

Fora isso, o governo Requião boicota também as organizações Folha de Londrina, de propriedade do ex-ministro e senador José Eduardo de Andrade Vieira. E mais que isso, todos os pequenos órgãos de imprensa são ignorados e tratados a caneladas pelo governo do Estado, que para tentar compensar esse estrago da área de comunicação social, hoje, pateticamente remete malas diretas para jornalistas como estratégia de comunicação.

Pior, transformou a TV Educativa em uma TV estatal no melhor estilo daquelas que existem em Cuba, na Coréia do Norte e na Venezuela e que existiam na antiga Cortina de Ferro. Com efeito, a TVE do Paraná hoje serve de palanque eletrônico pouco eficaz para as aparições diárias do senhor governador, sempre generoso em atacar adversários e não discutir as várias denúncias de corrupção que a imprensa têm levantado e seus assessores não têm explicado, mesmo não sendo demitidos apesar de constrangerem a figura do governador que, diga-se em sua defesa, é um homem sobre quem não pesa nenhuma denúncia de corrupção, embora se saiba que responde dezenas de ações cíveis e criminais por difamação e calúnia.

Com efeito, o problema até não seria esse, se a administração estadual não estivesse imobilizada com um secretariado provisório e poucas ações concretas, todas elas abafadas pelos ímpetos vingativos do senhor governador, que por mera contrariedade chega a levantar suspeita de fraude em licitação por pregão eletrônico, promovida pela sua própria administração, caso acontecido recentemente, quando o Grupo Paulo Pimentel venceu a concorrência da COPEL para publicar suas demonstrações financeiras, quando o governador alegou que este grupo entrou em acordo com a RPC para tanto, um verdadeiro disparate, considerando-se que a concorrência entre as empresas é acirrada em todo o estado.

Escrevo tudo isso, porque Requião é candidato declarado à presidência da república e eu já notei que, fora do Paraná, ele conta com um "status" de homem público corajoso e impoluto, um verdadeiro caçador de bruxas ou marajás, exatamente o tipo de político populista que o Brasil já cansou de eleger com sérias consequências.

É certo que ainda é cedo para tratar da presidência em 2010, mas devemos nos prevenir. Acho que o candidato à sucessão que tiver o apoio do presidente Lula será franco-favorito e embora o presidente venha se mostrando coerente e sereno em relação a isso, a radicalização do processo político pode levar a uma candidatura de Requião, que além de todos os defeitos (e virtudes) já citados, é declarado bolivariano, inclusive nos métodos políticos adotados pelo coronel ditador da Venezuela.

Cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém. O aviso está dado.

PS:
Sandro e Blogildo.
Obrigado pelos comentários. Eu não disse que Requião tem chances, disse que, dependendo da radicalização do processo político, ele pode ter chances, porque é um radical linha dura, stalinista bolivariano de carteirinha. Ele agrada os petistas, na remota hipótese do PT cumprir o trato de deixar o PMDB lançar candidato à presidencia em 2010,

Postagens mais visitadas deste blog

O DISTRITÃO NÃO SOLUCIONA, MAS É MELHOR DO QUE HÁ HOJE

Existem dois tipos de eleitores no Brasil. O consciente, que vota naquilo que o candidato representa (para o bem ou para o mal), e o conivente, aquele que troca o seu voto por alguma benesse, ignorando as falhas gritantes do candidato.
Aqui, em Rio Branco do Sul, se um indivíduo não gastar no mínimo uns 100 mil reais não tem chance alguma de se eleger vereador. Quando meu pai foi candidato, 40 anos atrás, todo dia tinha fila na porta de casa, de gente pedindo dinheiro, cachaça, carona para ir para Curitiba, traslado para levar a mãe na benzedeira, contribuição para churrasco, material de construção, etc... e isso foi bem além da campanha, uns 10 anos depois ainda tinha gaiato dizendo que votou nele, emendando isso com pedido de trocados para gastar no boteco, e isso que não foi eleito, nem tentou de novo depois.
Moral da história: as campanhas eleitorais não são caras porque os candidatos querem gastar, elas são caras porque boa parte do eleitorado é corrupto e desonesto. E num ambie…

VIRAR PESSOA JURÍDICA PODE PREJUDICAR SUA APOSENTADORIA

Nestes tempos em que se discute com 15 anos de atraso uma reforma previdenciária profunda que ataque um dos dois principais problemas fiscais brasileiros, o déficit crescente do INSS (o outro é a conta absurda de juros), não deixa de ser importante discutir o efeito de transformar o empregado em pessoa jurídica.
Para nós, contabilistas, é o melhor dos mundos. O empregado de certa empresa vira pessoa jurídica, nós recebemos os honorários de tabela e ele ainda desconta 11% (quando somos pessoas físicas) do valor que é nossa contribuição previdenciária. Mas para o ex-empregado as coisas não são assim tão simples.
Quando você aceita virar pessoa jurídica, imediatamente tem de pensar em como ficará sua aposentadoria. Um empregado que ganhe R$ 15 mil mensais, contribui para o INSS pelo máximo da tabela, ou seja, ele está pagando para, quando completar o tempo e a idade, aposentar-se com um valor de aproximadamente R$ 5 mil por mês, talvez um pouco menos dependendo de sua média de contribui…

O ADEUS AO MAIOR DOS COXAS

"...não deixem que o Coritiba caia para a segunda divisão. Faça essa diretoria montar um time forte. Ano que vem o Coritiba completa 100 anos e precisa estar disputando o título brasileiro. Montem um time forte. Pensem grande. Lá do céu vou comemorar junto com vocês... "Abro o Coxanautas e vejo a notícia triste, o falecimento do maior dos Coxas.

Evangelino da Costa Neves, o "Chinês", veio de São Paulo e se apaixonou pelo Coritiba, clube pelo qual praticamente deu sua vida com esforço e dedicação como o de quem constrói o futuro de sua própria familia.

Digo aos meus leitores e lembro aos Coxas mais jovens as grandes conquistas deste homem incomum para nós Coritibanos: Construção do estádio Couto Pereira, Campeão Brasileiro, Campeão do Torneio do Povo(*), Fita Azul na Europa e 12 vezes campeão paranaense. Mais conquistas? Eu posso listar: Dirceu, Kruger, Kosilec, Luis Freire, Eli Carlos, Aladim, Manga, Duílio, Tobi, Tostão, Rafael Camarota, Dida, Edson, etc... é prec…