O BRASIL EM TÓPICOS

O PARLAMENTO REFLETE O POVO

Dias atrás, tive a oportunidade de acompanhar uma conversa com um deputado federal, um dos poucos tidos com sérios pela sua atuação nos últimos tempos, alguém que demonstrou por atos, ter o mínimo de ética e preparo para a função.

Pois ele foi enfático ao afirmar que o nível do Congresso é baixíssimo porque o povo brasileiro também é. Disse que praticamente todos os dias recebe telefonemas de gente pedindo para ele intervir em concursos públicos e aprovar gente que não passou da primeira fase, ou "sumir" com multas de trânsito, ou ainda, sumir com autuações da receita federal ou enquadrar algum juiz que condenou o querido eleitor por coisas fúteis como assassinatos, assaltos à mão armada ou fraudes em licitações.

Palavras de um parlamentar.

Como eu nunca generalizo sobre ética, e pressuponho ser ele uma pessoa honesta, e esse tipo de gente é eleitor dele, imagine o tipo de gente que elege o Sev... ou o Pau... ah...vocês sabem né?]

O PARLAMENTO REFLETE O POVO (II)

O povo brasileiro, de regra não sabe distinguir valores de interesses pessoais.

Vejamos esse casos dos "rapazes de classe média-alta" do Rio de Janeiro:

a) Na delegacia declararam que bateram mesmo, mas achavam que a moça "era prostituta". Ou seja, para eles, prostituta não é gente nem cidadão, pode bater e roubar qualquer R$ 47 reais que tá dentro da Lei.

b) Um dos pais disse que eles não são criminosos comuns, porque são de boa familia. Ou seja, para o infeliz genitor do marginal, boa família é apenas aquela que mora em condomínio bacana, pouco importa se não dá educação para seus filhinhos queridos, ou mesmo não pergunta o por que deles chegarem todos os dias de madrugada, bêbados e com alguns hematomas estranhos. Ah, morou em favela, morou no subúrbio e não tem carrão, é família ruim, tem que tomar cuidado, é criminoso na certa!

c) Outro pai disse que o filhinho não passa de uma "criança de faculdade". Ah, que beleza! Faculdade agora é salvo conduto, o cara faz faculdade e não pode ser preso porque equivale a ser "de menor"... vai ter traficante voltando a estudar já, já, porque se pegarem ele, pega apenas uma FEBEM até o fim da facu!

Pois é... isso aí é o pensamento de gente que se diz "de bem" e vota!

O PARLAMENTO REFLETE O POVO (III)

Mas vamos mais longe:

- Aqueles palermas que enchem o porta-malas do carro de cerveja, estacionam ele em frente de um posto de gasolina, de um hospital ou de uma boate qualquer, abrem o porta-malas e põe o som em último volume e que ainda reclamam da polícia que manda acabar com a festa, eles votam!

- Os faveladinhos coitadinhos, os "excluídos" da sociedade capitalista, que jogam TV(s), sofás, geladeiras, pneus e carros velhos nos rios, e que colocam suas garrafas pet e sacos de lixo dentro de bocas de lobo e que choram em frente das câmeras da Rede Globo quando a enchente leva tudo o que têm, e que ainda por cima vendem seus votos por qualquer trocado para a cachaça... eles votam também!

- As mocinhas que saem do interior por estarem cansadas da vidinha sem graça e vão se prostituir nas grandes cidades ou tentar participar do Big Brother Brasil ou arranjar algum figurão de amante... elas votam! Aliás, as celebridades que vão para a capa de Caras a cada vez que trocam de namorado(a), votam!

- Os "cowboys" sertanejos que maltratam animais em rodeios e agem como babacas cantando sobre vadiagem, putaria e bebedeira... eles votam!

- Os "torcedores" de organizadas, que pixam estádios e cidades, que marcam brigas pelo orkut e que disputam quem vai sujar primeiro um determinado prédio novo... votam!

E a lista é quase infinita... se contar todo mundo, com todos os seus defeitos morais, veremos que não há como eleger um Congresso decente, porque as pessoas decentes estão sempre em minoria. Indecente vota em indecente, o que explica a enorme quantidade de deputados processados criminalmente.

Enfim, eu cada vez mais me convenço que o problema brasileiro está no povo amoral e sem valores, que idolatra jogadores de futebol sem caráter e mulheres cujo único mérito é a beleza que lhes permite posar nuas em revistas masculinas mongolóides.

Não nego que seja um povo sofrido, cheio de demandas sociais e trabalhador, mas é amoral, é naturalmente sem freios éticos.

Com um povo assim, só a providência divina para melhorar as práticas políticas!

Vejam as fotos abaixo. Elas refletem a educação e a moral do povo brasileiro. Aqueles entulhos não apareceram ali apenas por acaso, mas os prejuízos que eles causam, afetam a todos. Daí eu pergunto: se alguém age assim com o lixo que produz, como agirá ao votar?