MUNDO BOLIVARIANO

Apagão na Argentina.

Mais de 300 empresas paralisaram suas atividades na Argentina, sexta-feira, por absoluta falta de energia elétrica para seu funcionamento. O presidente Kirchner, dublê de bolivariano, disse que isso é um bom sinal, decorrente do crescimento econômico recorde do país, avisando que comprará energia junto aos países vizinhos, mas preferencialmente para atender a demanda residencial.

A imprensa e a oposição afirmam que a falta de energia foi causada pelo precário planejamento econômico e político do país, enquanto o presidente e a situação gritam alto dizendo que é conspiração da direita para inviabilizar a candidatura de Kirchner ou sua esposa para ocupar a Casa Rosada por mais 5 anos.

O fato é que a Argentina cresceu apenas para recuperar o que era antes da crise da dívida que depôs 3 ou 4 presidentes em poucos meses.

Kirchner finge dar importância para o problema ao avisar que vai adquirir energia para o uso residencial e, claro, garantir a novela e o conforto de seus eleitores, nem que isso lhes custe o emprego. Bem bolivariano mesmo!

Pinóquio

a) O bolivariano governador paranaense, Roberto Requião, inscreveu o município de Curitiba no CADIN-SEFA, para impedir a liberação de verbas para obras, que seriam tocadas pelo prefeito Beto Richa, que apoiou Osmar Dias na eleição que Requião não se conforma ter vencido por apenas 10 mil votos. Alegou que se trata de uma dívida do município com o estado, decorrente da instalação da Cidade Industrial de Curitiba, isso há 35 anos atrás!

Sexta-feira a Justiça decidiu que foi um ato irregular e mandou corrigir o cadastro, liberando, por consequência, as verbas para que Curitiba proceda inúmeras obras de grande importância, mas que, claro, aumentarão a popularidade do atual prefeito, que o PMDB do governador tentará substituir por um petista no ano que vem.

b) Ao assumir, o governador Requião comprou briga com a empresa norte-americana El Paso, dona da maioria das ações de uma usina termoelétrica em Araucária. Alegava o governador que a usina, posta em funcionamento, explodiria, e que não compraria energia dela pedindo ressarcimento da parte da COPEL no negócio. Após o processo quase ir para a arbitragem internacional, ocorreu um acordo quase na surdina para dar cabo do problema.

Na sexta-feira, a usina alcançou capacidade máxima de produção, vendendo energia para... a bolivariana Argentina! E não explodiu...

A CIA e Hugo Chaves

A CIA divulgou relatório segundo o qual, afirma que Hugo Chaves mudará as leis e a Constituição do país para se manter no poder e, se eventualmente perder uma de suas eleições fraudadas, certamente inventará factóides e desculpas para não largar o osso. Isso decorreria de sua personalidade instável.

Sempre digo que, se é para divulgar o óbvio, melhor não gastar papel. Hugo Chaves mostra ser assim desde que tentou dar um golpe de estado, anos atrás. Caíram na besteira de anistiá-lo e torná-lo mártir, o resultado é o que vemos hoje.

Futebol nas Alturas

Para não fugir à regra e não deixar de ser ridículo, Evo Morales organizou grandes manifestações públicas na Bolívia, protestando contra a FIFA que, num rasgo de direitismo radical anti-bolivariano, proibiu jogos de seleções de futebol em altitudes extremas, como a de La Paz.

PS: Uma boa lembrança do "Roça" e do Cejunior: Evo Morales disse que, no ritmo atual, em 15 anos a Bolívia será uma nova Suiça! Ou significa que ele pretende ser presidente por mais 15 anos, ou significa que não tem a menor idéia de onde seja ou como seja a Suiça... o que será?