IMAGENS DO COXA / TRI-CAMPEÃO 2010/2011/2012


O poster é do portal da GRPCom/RPC-TC/Gazeta do Povo.

Dizem que campeonatos estaduais não valem nada e que são anacrônicos, mas eu não conheço nenhum torcedor que não faça festa ao vencer um. E também não conheço nenhum dirigente de futebol que diga essas coisas, que não reclame de arbitragem ou faça média com sua torcida ao perder um estadual. Todo mundo quer vencer, por mais que valha pouco e a razão é simples: é no estadual que as rivalidades mais próximas são mais evidentes e mais fortes, é neles que se torna possível brincar com o simpatizante do adversário.

Enfim, estaduais valem sim, e tanto valem que mesmo um jogador multi-coroado de glórias como Neymar faz muita festa ao vencer um, como se viu ontem.

E o Coxa? O Coxa arrancou em direção ao título justamente no pior momento do certame, quando foi derrotado pelo Arapongas. Ali, a cobrança da torcida foi transformada em combustível para seus atletas correrem mais e se superarem o que levou a uma evolução impressionante do time não só no campeonato estadual, mas também na preparação para o brasileirão, que será uma pedreira.

Há muito ainda que melhorar, mas o Coritiba vem demonstrando nas últimas 10 partidas uma evolução constante. O toque de bola tem melhorado e a defesa está mais firme, ainda falta consertar o ataque e melhorar a eficiência da saída de bola. É preciso melhorar ainda, porque o brasileirão está em um nível de exigência muito superior, porque enfrentar timaços como o Santos, Internacional e Corinthians será pedreira.

Foi em verdade, o terceiro tri-campeonato da história. O primeiro foi em 1971/1972/1973, o segundo foi na sequência, que levou ao hexa-campeonato, 1974/1975/1976. Mais que isso, o Coritiba foi campeão de 4 dos últimos 5 campeonatos paranaenses, e só não venceu em 2009 por conta de outro regulamento absurdo e destituído de bom senso, tal qual o deste ano, que não previa saldo de gols nas duas partidas da final.

Enfim, mais um time do Coritiba que entra para a história.