GALO...

Acabo de bater o telefone na cara de uma telefonista de um desses bancões brasileiros de varejo.

Ela veio com o papo clássico: Eu tenho crédito na praça, minha ficha é boa e o banco resolveu me presentear com uma oportunidade única de receber um exclusivo cartão que chegará a mim pelos correios provavelmente amanhã!

Pelo amor de Deus! 20 anos de Código de Defesa do Consumidor e essa prática nojenta ainda persiste? Os caras enviam cartão pelo correio. Por mais que você não habilite a porcaria, um dia, em futuro incerto e não sabido, eles acabam mandando uma fatura de tarifas e dá-lhe o otário recebedor fazer a via-sacra para explicar que o cartão que eles mandaram por conta não foi aceito!

Na última vez que recebi um assim, de uma companhia petrolífera, eu recebi o telefonema antes e disse em alto e bom som, para que não mandassem o cartão. Mandaram! Levei 4 horas no telefone para devolvê-lo e esclarecer, mais uma vez, que não tinha interesse e oara dexar claro que qualquer minimo problema com aquilo, iria pro Judiciário.

Sem contar o "causo" que contei aqui, em que coisa parecida já me acometeu, embora sem cartão.

A mocinha me desculpe, ela até me pediu calma, mas haja paciência! Os bancos pensam que o tempo das pessoas não vale nada. Para quem detesta telefone, como este que vos escreve, atender esses call centers jé é um saco. Mas que dizer depois, eventualmente sendo obrigado a ligar para eles explicando que não deve uma conta que lhe estão cobrando.

Péssimo modo de voltar do feriado... com galos na cabeça, de batê-la contra o batente da porta, de tanta raiva!