ADOÇÃO, UM ATO DE NOBREZA!



O Dácio e a Geórgia convocaram esta blogagem, que irá até o próximo dia 15. Divulgo minha participação desde já, para evitar que a correria me impeça a participação.

Antes de mais nada, quero dizer que ter filhos, biológicos e/ou adotados, é um ato de responsabilidade. Não queira ter filhos apenas porque seu "relógio biológico" está pedindo. Não queira ter filhos para salvar um relacionamento ou mesmo para forçá-lo a ocorrer. Não queira ter filhos por imposição social. Não tenha filhos se o seu parceiro não os quiser e muito menos por que sente-se sozinho ou sozinha.

Tenha filhos exclusivamente por amor e entendendo que dali em diante você terá enormes responsabilidades em criá-los e educá-los, porque é difícil ser pai e/ou mãe.

E se você decidir enfrentar o desafio considere a opção de adotar uma criança. Se você é solitário ou não quer ter um relacionamento estável. Se tendo um relacionamento não podem ser filhos ou ainda, se seu relacionamento é homossexual, pense em adotar uma criança. Melhor ainda, se você quer e pode criar mais um filho, adote uma criança.

Mas claro, desde que tenha amor para dar e condições materiais de criá-la.

Décadas atrás, numa cidade do interior do Paraná, meus pais conheceram um casal de quem ficaram amigos e a quem passei a tratar como tios. Ele foi jogador de futebol num tempo em que isso não dava dinheiro e depois que acabou a carreira, fez concurso e virou fiscal de rendas do estado, enquanto ela sempre assumiu o duro encargo de cuidar de casa e das suas 4 crianças no dia a dia.

Um dia, encontraram um bebê deixado à sua porta. Então, chamaram as crianças falaram das dificuldades e mesmo da necessidade que elas teriam em ajudar na casa e perguntaram se aceitavam mais um irmão. Todas elas disseram que sim, a família inteira resolveu adotar o bebê. E aquela família foi um exemplo de felicidade como poucas que vi na minha vida e aquele bebê cresceu sadio e feliz como filho e irmão.

Um grande exemplo de adoção por amor. Uma adoção por amor de uma familia inteira.