CORTAR NA CARNE

Em época de suposta necessidade de corte de gastos públicos, que dizer dos supérfluos, é interessante prestar atenção em certas notícias. Vejam esta, no Estadão de hoje:

Só em eventos, governo já gastou R$ 430 mi
Análise dos números do Siafi mostra que exposições e festas são as que mais têm crescido
Sérgio Gobetti, BRASÍLIA


Não que o governo não deva promover "workshops", exposições e eventos de relacionamento. É obrigação de todo e qualquer governo promover o país e mesmo organizar sua gestão por meio de eventos assim.

Mas 430 milhões só com eventos internos?

Sem contar no fato estranho de que, mesmo com inúmeros departamentos de cerimonial existentes nos vários órgãos públicos, ainda assim contratam uma ONG para promover os eventos.