Pular para o conteúdo principal

DEMOS VOZ AOS IDIOTAS

Nos séculos XX e XXI, os meios eletrônicos facilitaram a disseminação dos conceitos errados e do radicalismo que todo ser humano tem em algum assunto, em menor ou maior grau. Ao dar voz a idiotas, culminando com a internet, criou-se um movimento global de estupidez. Os idiotas passaram a ter poder para disseminar sua burrice, seus preconceitos viscerais, sua preguiça em estudar, seus radicalismos e sua absoluta certeza que que tudo que dizem e pensam é o melhor para alguma coisa, sem margem de discussão. E tendo publicidade, conquistaram público. 

As vezes eles se concentram em interesses específicos. Como os pedófilos que acreditam e divulgam piamente que não fazem mal à ninguém, ou os cantores de funk que acham normal a violência e imoralidade que pregam em suas composições, os alcoólatras que alegam que a vida é deles e por isso, bebem o quanto quiserem e as pessoas que dizem que, em sendo proprietárias dos seus corpos, as mulheres podem abortar o quanto quiserem. São sempre opiniões viscerais, dogmáticas e destituídas de fundamento científico. Estão sempre errados, mas simplesmente não admitem nem aceitam discutir.

Mas não é raro que se revoltem contra o mundo, e o que era um preconceito específico vire ódio social. A onda de terrorismo que arregimenta até jovens de classe média de países desenvolvidos, não é diferente de movimentos de juventude socialista ou comunista cujos integrantes usam iPhone e comem Big Mac, nem dos grupos que pedem golpe militar achando que com isso, a lei e a ordem que pregam será restabelecida.  Todos querem instituir o pensamento único, o deles! E a partir disto, distorcem conceitos de democracia, de valores, de movimentação social e isso sempre acaba descambando, em maior ou menor grau, para violência, seja verbal, seja de fato. São pessoas influenciadas demais por conceitos que sua inteligência limitada não consegue absorver: querem obter a felicidade idealizada na TV, se aventurar como nos filmes de ação, serem belos como nas capas de revistas e felizes como nos perfis do facebook, Em não conseguindo, uns acham melhor destruir tudo, outros aderem a um dogma qualquer que lhes alivie o pouco esforço pessoal ou ainda o fracasso, já que ele é bem mais comum que o sucesso.

As bestas-feras digitais embotadas por idéias fixas que guerreiam com posts da internet e com palavras de ordem, não raro acabam indo para as ruas expressar sua raiva e defender suas certezas com violência e a intolerância. Os mais radicais acabam em grupos terroristas, mas há um enorme contingente de pessoas que mesmo sem perceber, viram patrulheiros de uma fixação qualquer, que não necessariamente é encarada da mesma forma pela maioria.

O Estado Islâmico é apenas a face mais negra disso, mas não se engane o leitor, o radicalismo do idiota se manifesta de inúmeras formas, como o machismo, o feminismo, o veganismo, o vegetarianismo, o fitness, as torcidas organizadas de time de futebol, a  rivalidade entre bandas de música ou gêneros musicais, a necessidade de pedir compensação por algum fato ou situação histórica, o racismo e até mesmo a inclusão social. Eles escolhem um dogma, não aceitam discuti-lo, inventam dados para justificá-lo em em algum momento a tensão explode. No caso do terrorismo, a tensão virou guerra, mas em menor escala, a cada vez que vemos grupos políticos tentando melar a manifestação uns dos outros, ou torcidas de clubes de futebol de matando em arquibancadas, é tudo manifestação decorrente da voz dos idiotas portadores de verdades falsas, que um grande número de outros idiotas segue por identificação.

Umberto Eco afirmou há pouco tempo que as "redes sociais dão voz aos imbecis" e que "a internet promoveu o idiota da aldeia a portador da verdade". É é uma síntese brilhante do que pretendo dizer, que um intelectual como ele consegue resumir em duas frases.

Postagens mais visitadas deste blog

O DISTRITÃO NÃO SOLUCIONA, MAS É MELHOR DO QUE HÁ HOJE

Existem dois tipos de eleitores no Brasil. O consciente, que vota naquilo que o candidato representa (para o bem ou para o mal), e o conivente, aquele que troca o seu voto por alguma benesse, ignorando as falhas gritantes do candidato.
Aqui, em Rio Branco do Sul, se um indivíduo não gastar no mínimo uns 100 mil reais não tem chance alguma de se eleger vereador. Quando meu pai foi candidato, 40 anos atrás, todo dia tinha fila na porta de casa, de gente pedindo dinheiro, cachaça, carona para ir para Curitiba, traslado para levar a mãe na benzedeira, contribuição para churrasco, material de construção, etc... e isso foi bem além da campanha, uns 10 anos depois ainda tinha gaiato dizendo que votou nele, emendando isso com pedido de trocados para gastar no boteco, e isso que não foi eleito, nem tentou de novo depois.
Moral da história: as campanhas eleitorais não são caras porque os candidatos querem gastar, elas são caras porque boa parte do eleitorado é corrupto e desonesto. E num ambie…

VIRAR PESSOA JURÍDICA PODE PREJUDICAR SUA APOSENTADORIA

Nestes tempos em que se discute com 15 anos de atraso uma reforma previdenciária profunda que ataque um dos dois principais problemas fiscais brasileiros, o déficit crescente do INSS (o outro é a conta absurda de juros), não deixa de ser importante discutir o efeito de transformar o empregado em pessoa jurídica.
Para nós, contabilistas, é o melhor dos mundos. O empregado de certa empresa vira pessoa jurídica, nós recebemos os honorários de tabela e ele ainda desconta 11% (quando somos pessoas físicas) do valor que é nossa contribuição previdenciária. Mas para o ex-empregado as coisas não são assim tão simples.
Quando você aceita virar pessoa jurídica, imediatamente tem de pensar em como ficará sua aposentadoria. Um empregado que ganhe R$ 15 mil mensais, contribui para o INSS pelo máximo da tabela, ou seja, ele está pagando para, quando completar o tempo e a idade, aposentar-se com um valor de aproximadamente R$ 5 mil por mês, talvez um pouco menos dependendo de sua média de contribui…

O ADEUS AO MAIOR DOS COXAS

"...não deixem que o Coritiba caia para a segunda divisão. Faça essa diretoria montar um time forte. Ano que vem o Coritiba completa 100 anos e precisa estar disputando o título brasileiro. Montem um time forte. Pensem grande. Lá do céu vou comemorar junto com vocês... "Abro o Coxanautas e vejo a notícia triste, o falecimento do maior dos Coxas.

Evangelino da Costa Neves, o "Chinês", veio de São Paulo e se apaixonou pelo Coritiba, clube pelo qual praticamente deu sua vida com esforço e dedicação como o de quem constrói o futuro de sua própria familia.

Digo aos meus leitores e lembro aos Coxas mais jovens as grandes conquistas deste homem incomum para nós Coritibanos: Construção do estádio Couto Pereira, Campeão Brasileiro, Campeão do Torneio do Povo(*), Fita Azul na Europa e 12 vezes campeão paranaense. Mais conquistas? Eu posso listar: Dirceu, Kruger, Kosilec, Luis Freire, Eli Carlos, Aladim, Manga, Duílio, Tobi, Tostão, Rafael Camarota, Dida, Edson, etc... é prec…