LUTO

Ele já havia dito que não concorreria a uma reeleição ao Senado, por estar cansado das chicanas parlamentares, do debate estéril e da eterna sensação de inutilidade de seus questionamentos, sempre respondidos com evasivas.

Uma atitude diferente, considerando-se que os políticos brasileiros tem vocação para buscar a vitaliciedade em seus cargos, quando não a hereditariedade, como a praticada por certa família baiana.

Mas infelizmente, Jefferson Péres(PDT-AM), um dos pouquíssimos políticos brasileiros dignos de elogios e consideração, se foi precocemente, e mesmo assim, sem deixar aos seus descendentes a fortuna financeira que os políticos brasileiros de regra deixam aos seus, adquirida sempre de modo obscuro e do dia para a noite.

O Brasil perdeu um senador inteligente, combativo, ético e de moral ilibada.

JUSTIÇA

Dizem que Deus escreve certo por linhas tortas, e as vezes parece que isso é verdade, porque muitas vezes, Ele leva alguém admirável e para compensar, tira da face da terra algum facínora.

Manuel Marulanda foi assassino, ladrão, traficante, pedófilo, torturador e terrorista. Uma daquelas almas que merece o inferno por sua intolerância com valores democráticos e sua aversão à liberdade.

Queria ser ditador da Colômbia, impondo um reinado de terror.

Deus não permitiu... mas o levou muito tarde.